Menu de Navegação
 Uma câmera que monitora os movimentos dos olhos em uma distância de até 10 metros torna possível para quadros de avisos inteligentes monitorar a atenção das pessoas que passam por ele. Os desenvolvedores por trás da tecnologia — chamada de Eyebox2 — acreditam que ela poderia ter uma grande variedade de aplicações, mas deve interessar particularmente os anunciantes. Isso porque ela permitiria que outdoors, por exemplo, verificassem a atenção dada pelas pessoas.

Até hoje, sistemas de rastreamento dos olhos só funcionavam em equipamentos de aproximadamente meio metro. “A novidade é menos precisa que os sistemas atuais, mas é boa o bastante para saber quando uma pessoa está olhando para uma tela ou não”, diz o criador do equipamento, Roel Vertegaal, da Universidade de Queen, no Canadá.

O sistema utiliza uma disposição de lâmpadas pequenas usadas como indicadores e uma câmera digital de 1.3 mega pixel para monitorar movimentos oculares. A câmera pode facilmente identificar a disposição das pupilas humanas numa distância de 10 metros. Ela também é capaz de rastrear várias pessoas ao mesmo tempo e determinar sua observação.

Essa possibilidade de rastreamento dos olhares com grande distância abre novas possibilidades, segundo Vertegaal. Anúncios publicitários em espaços públicos poderiam ser vendidos de acordo com o número de visões. “Estamos lançando para o mercado publicitário, mas há outras diversas aplicações”, disse o pesquisador ao site da revista “New Scientist”. “Por exemplo, quando o usuário desviasse o olhar de uma tela, a imagem pararia até que ele olhasse de volta.”

Outro projeto envolve tornar anúncios sonoros mais efetivos. “Quando você está olhando para alguém, automaticamente filtra os barulhos para ouvir o que a pessoa diz”, explica Vertegaal. “Do mesmo modo, o rastreador poderia indicar ao anúncio sonoro no que se focar”. O pesquisador e sua equipe criaram uma empresa, a Xuuk, para desenvolver e comercializar o Eyebox2.

Para Linden Ball, psicologista da Universidade de Lancaster, no Reino Unido, um sistema do tipo poderia dar uma forma mais natural de controlar as coisas em uma tela grande. Ele adiciona que os anunciantes já utilizam a tecnologia para monitorar a resposta das pessoas aos anúncios apresentados em uma tela de computador. “Eles poderiam ter dados semelhantes em um ambiente mais natural.”

Fonte: Portal G1

UA-9585395-1